morada-03
Contabilidade Fácil
CEA_Prancheta 1

Voto impresso é barrado na Câmara dos Deputados

Brasil Destaque

O resultado deve colocar ponto final ao debate sobre a mudança no sistema eleitoral

A Câmara dos Deputados rejeitou nesta terça-feira (10) a proposta que instituiria o voto impresso no Brasil. Com um resultado de 229 votos favoráveis à proposta e 218 contrários, o governo Bolsonaro não conseguiu atingir o número de deputados para aprovar uma emenda à Constituição, que é de 308.

O PSD, PL, PSDB, PT, PSB, PDT, Solidariedade, DEM, PSOL, Avante, PCdoB, Cidadania, PV, Rede, Oposição e Minoria orientaram contra a PEC. PSL, Republicanos, Governo e Maioria orientaram a favor do texto. Progressistas, partido do presidente da Câmara, Arthur Lira (AL), e do ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (PI), PSC, Pros, PTB, Novo e Patriota liberaram a bancada para votar como quiser.

Encerrada a votação, Lira fez um breve pronunciamento. “Queria mais uma vez agradecer ao plenário desta Casa pelo comportamento democrático de um problema que é tratado por muitos com muita particularidade, com muita segurança. A democracia do plenário desta Casa deu uma resposta a esse assunto e, na Câmara, espero que esse assunto esteja definitivamente enterrado”, afirmou.

O resultado deve colocar um ponto final ao debate sobre a mudança no sistema eleitoral dentro do Congresso Nacional, após semanas de tensão causada pelo presidente Jair Bolsonaro, que culminou nesta terça-feira com um desfile de tanques pela Esplanada dos Ministérios, ato que foi visto por parlamentares como uma forma de intimidação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *