morada-03
Contabilidade Fácil
CEA_Prancheta 1

Pioneiro do Carnaval bertioguense, Pedrão morre aos 90 anos

Cidades Destaque
Pedro Patrício, ou Pedrão, como era conhecido, faleceu em decorrência de uma pneumonia

Fundador da primeira escola de samba de Bertioga e marca registrada na história da cidade, Pedro Patrício, o Pedrão, faleceu na madrugada desta quinta-feira (22), aos 90 anos, no Hospital Municipal de Bertioga, vítima de complicações de uma pneumonia.

Mensageiro da alegria, Pedrão participou do movimento em prol da emancipação político-administrativa de Bertioga e foi grande responsável pelo incentivo à cultura e diversão no município. Oriundo do GRCES (Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba) Nenê da Vila Matilde, de São Paulo, fundou, em 1982, a GRCES Recanto do Pedrão, a primeira escola de samba da cidade.

Conforme explica Manoel Fernandes, o Laranjinha, Pedrão foi incentivador da cultura municipal, grande baluarte do Carnaval e um dos maiores colaboradores do GRCES Bisnetos de Cacique, comandado por Laranjinha e existente há 20 anos. “Uma grande perda para a cidade”, explicou o carnavalesco.

Além de agitar os Carnavais, Pedrão alegrava as noites bertioguenses em seu quiosque, o Oásis do Pedrão, na orla da Praia da Enseada, no qual manteve um tradicional ponto de encontro dos forrozeiros de Bertioga durante quase 40 anos.

Pedrão deixa a esposa, Maria Casemiro, e três filhos, Léia, José Carlos e Suely. O sepultamento ocorre das 15h às 16h desta quinta-feira no Cemitério Municipal de Bertioga (rua da Saudade, 726, Centro). O grupo da escola de samba Bisnetos de Cacique fará uma homenagem clássica, com 21 batidas de surdo.

Fonte: Sistema Costa Norte de Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *