morada-03
Contabilidade Fácil
CEA_Prancheta 1

Arquiteto de Bertioga morre após parada cardiorrespiratória durante partida de futebol com amigos

Cidades Destaque

Fausto Martelli tinha 48 anos e chegou a ser levado a hospital de Bertioga, mas não resistiu

Um arquiteto conhecido por atuar em times de várzea em Bertioga, no litoral paulista, morreu após sofrer uma parada cardiorrespiratória enquanto jogava uma partida de futebol com um grupo de amigos e familiares. Fausto Martelli tinha 48 anos e chegou a ser levado a um hospital da cidade, mas não resistiu.

“Ele deixou uma história muito bonita aqui. A dor é mais pela saudade, pela falta dele. Tinha 48 anos, uma pessoa forte, não era sedentária nem nada. Isso que impactou, ninguém esperava”, disse o amigo e presidente do time Grêmio Esportivo Caiçara, do qual o arquiteto era diretor, Marco Sini, de 44 anos.

Em entrevista ao G1, Sini contou que o caso ocorreu na noite desta quarta-feira (21), quando o amigo jogava em uma quadra de futebol society no bairro Chácaras. O jogo era entre familiares e amigos. Segundo conta, Fausto começou a passar mal poucos minutos depois de entrar na partida. Ele caiu na quadra e algumas pessoas tentaram reanimá-lo.

Apesar de voltar à consciência por alguns segundos, ele passou mal novamente e foi levado ao Hospital de Bertioga pelos colegas. Segundo o presidente do time, amigos e familiares que não estavam presentes no jogo, assim como ele, foram ao hospital. Entretanto, ele conta que, quando chegou ao local, o médico já informava que o arquiteto não tinha resistido.

O amigo diz que ele, aparentemente, não tinha nenhum problema de saúde. Contudo, no último sábado (17), havia passado mal de maneira similar, mas ficou bem e se recuperou. Fausto não teve tempo de investigar o que havia causado este primeiro mal-estar, reitera Marco.

O Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde (INTS), responsável pela gestão do Hospital Municipal de Bertioga, explicou ao G1 que Fausto foi levado na noite de quarta para a unidade, onde chegou já em parada cardiorrespiratória. Foram realizados procedimentos de reanimação, mas sem sucesso, e o óbito foi constatado às 21h35.

O velório e enterro do arquiteto aconteceram na tarde desta quinta-feira (22), no Cemitério Municipal de Bertioga. Ele deixa esposa, dois filhos e uma neta.

Homenagens

A morte de Fausto, que estava há 30 anos no time de futebol de várzea, mobilizou amigos nas redes sociais, que fizeram homenagens ao longo desta quinta. Para Marco, o carinho das pessoas por ele vem das relações que ele mantinha.

“Ele foi um dos melhores atletas que tivemos, recebeu muitos prêmios. Como estava com 48 anos, ele era da festa, o que organizava o churrasco, uma pessoa muito divertida. Como atleta, sempre foi uma pessoa vencedora, e agora, era o cara que mais se divertia. Mesmo nesse mundo doido, ele era uma pessoa que não tinha inimigos. Ele aproveitava, vivia imensamente cada dia com alegria”, finaliza.

Fausto era conhecido por atuar no futebol de várzea em Bertioga, SP — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Outros clubes da cidade também prestaram homenagens. “O Fausto trazia alegria por onde passava, e sempre foi muito querido por todos nós. Seja quando nos recebia em sua casa [o Grêmio] ou quando nos visitava, sempre nos tratava com muito respeito e carinho. A recíproca, é claro, era sempre verdadeira. Elevamos nossas preces ao Pai Celestial pedindo conforto aos corações de todos os familiares e amigos”, disse o clube E.C. Rio da Prata em uma publicação.

“Futebol Bertioguense está de luto hoje. Fausto atleta, cara humilde e carismático, por onde passava sempre deixava o seu jeito alegre de ser. Que Deus conforte a todos os familiares e amigos”, publicou o perfil do Copa Unidos em Campo.

FONTE: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *