morada-03
Contabilidade Fácil
CEA_Prancheta 1

Idoso é vítima de golpe e perde R$ 63 mil que juntou ao longo da vida para pagar casa no litoral de SP

Sem categoria
Caso foi registrado no 3º Distrito Policial de Praia Grande, onde é investigado.

Um idoso de 69 anos foi vítima de estelionato e perdeu R$ 63 mil em uma fraude bancária, em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Segundo relatado por ele na delegacia, o dinheiro correspondia às economias que fez ao longo da vida, destinadas a pagar a casa própria. A Polícia Civil investiga o caso.

O crime ocorreu no bairro Jardim Flórida. De acordo com o boletim de ocorrência, o idoso recebeu uma ligação de uma mulher, que alegou trabalhar no setor de segurança de um banco. Durante a chamada, ela disse que o cartão da vítima havia sido clonado, e que, naquele momento, eram registradas compras em uma loja de Santos.

A mulher perguntou se, devido a essa situação, ele gostaria de bloquear o cartão. Ainda segundo o relato do idoso na delegacia, ela disse que ele deveria ligar para o telefone que consta atrás do cartão, mas, em seguida, mudou a versão, e disse que iria transferir a ligação. Quando ele foi atendido por outra mulher, foi orientado a cortar os cartões ao meio e escrever uma carta informando a senha, por ser idoso e pessoa vulnerável. Ele seguiu as instruções.

Depois de algum tempo, um homem apareceu na casa do idoso, e ele entregou o envelope com as informações solicitadas. Pouco depois, decidiu ligar para o banco, momento em que descobriu que foi vítima de uma fraude, e que o prejuízo foi de R$ 63 mil.

O idoso informou na delegacia que o dinheiro era a economia que fez durante toda a vida, destinada ao pagamento da casa própria. Ele ainda alegou que não tem o costume de fazer transações nos valores registrados no golpe. O banco não detectou nem bloqueou nenhuma dessas operações. A vítima foi a uma agência, onde lhe forneceram apenas um extrato bancário, e registrou em seguida o boletim de ocorrência denunciando o golpe.

O caso foi registrado no 3º Distrito Policial de Praia Grande. Segundo apurado pelo G1, a Polícia Civil vai buscar dados das transações para continuar a investigação e tentar localizar os responsáveis. A reportagem entrou em contato com o idoso por telefone, mas ele informou que não quer se manifestar sobre o caso.

fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *