vasconcelos-corretor
morada-03
CEA_Prancheta 1
Contabilidade Fácil
camara

Setor de Homicídios de Mogi prende acusado de assassinar um homossexual em Itaquá

Destaque Polícia

O crime que seria de homofobia aconteceu porque a vítima partiu pra cima do acusado  

Por Aristides Barros

O ajudante geral Rogério Borges de Aquino, de 34 anos, está preso na Cadeia Pública de Mogi das Cruzes sob a acusação de ter matado a golpes de faca Sérgio Pires Maciel, de 54 anos. Ambos moravam no bairro Recanto Mônica, em Itaquaquecetuba, palco do crime acontecido em 12 de maio deste ano.

Segundo informações passadas à polícia, Rogério era dependente químico e não tinha problemas com relações homoafetivas. Sergio tinha preferência por pessoas do mesmo sexo e consumia entorpecentes. Os caminhos dos dois se encontraram.

Sérgio chamou Rogério para usar drogas em sua casa, e ele foi. E ficaram juntos no mesmo quarto se entorpecendo quando Sérgio quis algo mais de Rogério. Este porém resistiu à investida inoportuna da vítima, que nervosa com a recusa pegou uma faca embaixo do colchão para atacar o seu visitante.

Rogério, novo e mais ágil, conseguiu tomar a faca e passou a desferir vários golpes ocasionando cortes profundos na face, pescoço e no peito de Sérgio, que morreu em decorrência dos ferimentos graves.

O matador foi embora mas deixou sua camisa de trabalho no local do crime, a mesma trazia a inscrição da empresa onde ele trabalhava o que foi suficiente para os policiais da equipe do delegado Rubens José Angelo, titular do SHPP, chegarem até o autor do crime. Rogério confessou o assassinado quando foi interrogado pelo chefe de polícia. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *