vasconcelos-corretor
morada-03
CEA_Prancheta 1
Contabilidade Fácil
camara

23 estados e o DF têm protestos contra Bolsonaro e por “vacina já”

Brasil Destaque

Pelo menos 23 estados e o Distrito Federal tiveram atos neste sábado (29). Grupos pediram vacina contra a Covid-19, reivindicaram o impeachment do presidente, pediram retorno do auxílio emergencial e demostram repúdio contra a política econômica do país

Pelo menos 23 estados e o Distrito Federal registraram manifestações contra o governo Bolsonaro neste sábado (29). Ao longo de todo o dia, grupos se reuniram para passeatas e fizeram inúmeras reivindicações.

Entre elas, os grupos pediram vacina contra a Covid-19, o retorno do auxílio emergencial, além do impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Em Rio Branco, os manifestantes se reuniram no Estádio Arena Acreana para o ato contra o presidente Bolsonaro e a favor de causas como a aceleração no ritmo da vacinação, valorização da educação e da saúde em todo o país e em defesa do auxílio emergencial. Os manifestantes usam uma faixa escrita: “Pela vida, democracia, emprego e renda”.

Em Maceió e no interior, em Delmiro Gouveia e Arapiraca, grupos de manifestantes carregaram faixas e cartazes com frases de ‘Fora Bolsonaro’ e ‘Mais de 450 mil mortes: essa culpa também é sua”. Eles usaram máscaras e respeitaram o distanciamento social recomendado.

Os atos foram contra o presidente Jair Bolsonaro e a condução do governo federal da pandemia de Covid-19 e a favor de causas como a aceleração do ritmo da vacinação, defesa do auxílio emergencial e valorização da educação e da saúde no país.

Em Brasília, o grupo de manifestantes se concentrou, por volta das 9h, na altura do Museu Nacional da República, e depois desceu pela Esplanada dos Ministérios, rumo ao Congresso Nacional. Todas as seis faixas da via foram ocupadas.

Alguns manifestantes fizeram uma carreata, que foi da Praça do Cruzeiro até a Rodoviária de Brasília, um trajeto de cerca de quatro quilômetros. A carreata ocupou duas faixas da via.

Em São Paulo, os manifestantes se encontraram na Avenida Paulista para realizar o ato contra o presidente Bolsonaro e a favor da aceleração do ritmo da vacinação no país. Com faixas e cartazes, os manifestantes pediram a saída de Bolsonaro do cargo e também defendem o Auxílio Emergencial e a valorização da educação e da saúde no país.

São Carlos e Ribeirão Preto foram algumas das cidades no interior de São Paulo que registraram manifestações contra o governo Bolsonaro.

Um protesto pacífico foi organizado pelo “Movimenta São Carlos Vacina para todos” e começou por volta das 10h na região do Mercadão, no Centro.

Já em Ribeirão Preto, os participantes exibiam cartazes com frases como “Fora genocida” e “Não à reforma administrativa”. Também foram feitas reinvindicações de compra da vacina contra a Covid-19.

Em Poá, um grupo se reuniu na região central da cidade e usou bandeiras e cartazes que pediam “Fora Bolsonaro”.

Em Praia Grande, os manifestantes colocaram cruzes na praia do bairro Mirim em alusão aos mais de 450 mil mortos pela doença no país.

Com informações do G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *