morada-03
Contabilidade Fácil
CEA_Prancheta 1

Mogi-Bertioga terá pedágio e duplicação

Cidades Destaque

Publicação no Diário Oficial do Estado prevê abertura de licitação de estradas que vão do Alto Tietê ao Vale do Ribeira

A cobrança de pedágio, que ocorre em dezenas de rodovias no estado de São Paulo, acontecerá também nas rodovias Mogi Bertioga (SP-098) e Mogi Dutra (SP-088). A informação foi publicada em edital da Agência de Transporte do Estado de São Paulo – Artesp na edição de sexta-feira, 14, do Diário Oficial do Estado – DOE.

O pedágio seria na rodovia Mogi-Bertioga (SP-098), no entanto, no edital da Artesp a implantação das praças prevê também a Rodovia Mogi-Dutra (SP-088).

Na Mogi-Bertioga a praça seria na altura do KM 95. Já na Mogi-Dutra o equipamento é previsto em dois trechos: no km 40+767 e no km 41+627.

A ação faz parte de uma série de serviços previstos na concessão de estradas do chamado ‘Lote Litoral Paulista’, que inclui também as rodovias do Alto Tietê. A abertura do processo licitatório foi autorizada pelo decreto 65.688, editado pelo governador João Doria (PSDB).

O diretor geral da Artesp, Milton Roberto Persoli informou em coletiva online que os moradores de Mogi das Cruzes seriam beneficiados por um sistema progressivo de desconto estabelecido pela freqüência de circulação. Para isso, o usuário se cadastraria na concessionária e receberia um cartão que ao final do mês seria pago com o valor proporcional ao número de vezes a qual ele circulou pelo trecho.

Além dos pedágios, Persoli destacou que a concessão exige do ganhador a duplicação em alguns trechos da rodovia Mogi-Bertioga, implantação de acostamento, terceira faixa e uma nova ponte sobre o Rio Guacá. Marginais também são previstas no alto da serra.

O mesmo pacote inclui ainda obras nas avenidas Maurílio Souza Leite, Álvaro de Campos Carneiro, Henrique Perez, David Bobrow e Valentina Melo Freire Borenstein em Mogi.

O mesmo pacote prevê obras e concessão em diferentes rodovias que cortam outras dez cidades, até Pedro de Toleto, no Vale do Ribeira, no Lote Litoral Paulista.

Dos R$ 3 bilhões de investimentos, cerca de R$ 1,6 bilhão será investido nos cinco primeiros anos de concessão. Ao todo, são 222 quilômetros de malha rodoviária concedida para a prestação de serviços públicos de ampliação, operação, manutenção e realização de obras de infraestrutura no sistema rodoviário.

O Lote Litoral Paulista, integra a 4ª Etapa do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo e receberá investimentos em nove trechos rodoviários: Mogi-Dutra (SP-088), Estrada do Evangelho Pleno, Rota do Sol, Mogi-Bertioga (SP-098), Rio-Santos (SP-055), Padre Manoel da Nobrega (SP-055), SPA 291/055 e SPA 344/055, beneficiando 12 municípios: Arujá, Bertioga, Biritiba-Mirim, Itanhaém, Itariri, Miracatu, Mogi das Cruzes, Mongaguá, Pedro de Toledo, Peruíbe, Praia Grande e Santos.

Com informações do Sistema Costa Norte de Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *