vasconcelos-corretor
morada-03
CEA_Prancheta 1
Contabilidade Fácil
camara

Bolsonaro mente sobre fome após lockdown em Araraquara e voto eletrônico

Brasil Política

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) distorceu informações sobre urnas eletrônicas, a situação em Araraquara (SP) e questões indígenas durante a tradicional live de quinta-feira, na noite do dia 29. Sem manifestar muita solidariedade às mais de 400 mil mortes pela covid-19, marca atingida nesta tarde, Bolsonaro mais uma vez criticou a adoção de medidas restritivas e disse ser necessário “se acostumar com o vírus”. A fala distorceu uma projeção da OMS (Organização Mundial de Saúde) de que a pandemia não deve acabar neste ano.

O UOL Confere verificou as afirmações ditas na live:

Falso: Fome em Araraquara não ocorreu só após lockdown Hoje, a partir da madrugada, um comboio de caminhões lá da Ceagesp, em São Paulo (…) levando então segundo os dados aqui 200 toneladas de comida para o município de Araraquara (…). E por que esse problema? Em Araraquara (…) o prefeito fez aquele plano, que o Supremo [Tribunal Federal] deu poder pra ele, e pôs tudo para quebrar, fechou o município por muito tempo. Muita gente perdeu renda, muitos perderam o emprego.

Jair Bolsonaro, presidente da República

O Exército de fato distribuiu hoje alimentos em Araraquara, no interior de São Paulo, mas não é novidade na área. O prefeito Edinho Silva (PT) afirmou que a ação é recorrente e, ao consultar o site da prefeitura, o UOL Confere encontrou ações locais de distribuição de alimentos desde 2017. Dados de 2013 já apontavam que cerca de 0,6% da população do município vivia abaixo da linha de pobreza. É uma situação que antecede a pandemia de covid-19, iniciada em 2020, e sem ligação com o lockdown decretado na área para frear o vírus. A medida restritiva, criticada pelo presidente, zerou o número de mortes pelo coronavírus na região

Falso: Não há auditoria de votos O TSE não faz [auditoria das urnas]. O TSE tem que disponibilizar no site todas as sessões do Brasil. Jair Bolsonaro, presidente As urnas eletrônicas são auditadas durante a votação e esse registro pode ser checado depois. O processo conta com funcionários do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), membros de partidos, empresas terceirizadas e pode ser acompanhado por cidadãos interessados. O TSE disponibiliza, em seu site, boletins de urnas com o resultado do total de votos recebidos em cada seção, incluindo votos nos candidatos, votos brancos e nulos, quantos eleitores compareceram e quantos faltaram.

Fonte: Matéria do UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *